Marcadores!

A dona do blog! ♥♥

Minha foto
Flávia Martins, 22 anos, mineira, advoGata e, futura deleGata! 🙏

Meus amores! ♥

terça-feira, agosto 27, 2013

Finalmente...




Sabe aquela história de que o tempo vem trazendo mudanças? Pois é, eu tentava acreditar nisso, mas com o coração magoado, ferido, eu não enxergava o efeito do tempo, eu não conseguia ver as mudanças acontecendo. E por muito tempo eu me vi parada, estagnada, voltando para onde eu disse que jamais voltaria, sendo aquilo que eu disse que jamais seria, fazendo o que jurei nunca mais fazer. E foi assim, um nada... O tempo era nada, as mudanças eram nada, eu me tornei um nada para eu mesma. Fui vendo o tempo passar, e nada mudar, pelo contrário, parecia que tudo doía mais, que a dor nunca ia acabar. Me entreguei para essa angústia, para essa tristeza, não me esforcei, não vivi... parei! Não agia em busca de uma mudança, não agia em favor do tempo, ou melhor, não me juntei com o tempo para deixá-lo agir de maneira boa em minha vida. Realmente, desacreditei. Até que um dia, surgiu um ponto de luz, e de repente, sem eu esperar, sem pensar, comecei a ver tudo mudar, comecei a trabalhar com o tempo, comecei a lutar, e voltei a viver. Voltei a acreditar! Nossa, foi mágico... foi num "estalo", num clique. Foi tão rápido que não deu pra pensar, não deu pra planejar, foi lindo! Está sendo lindo... Aprendi, então, que o tempo age e vem sim trazendo as tão sonhadas mudanças, e que nada, nada, naaaaada dura para sempre. As dores passam, o coração desaperta, a vida se "recolore", e o sol brilha de novo... Novas pessoas aparecem, antigas reaparecem, e cabe a nós, filtrar o que agora vai fazer parte da nossa história. Aprendi da pior maneira: sofrendo. Aprendi que para se viver bem a vida, é preciso ter um aliado, um camarada bem bacana ao nosso lado, literalmente ao nosso lado, trabalhando juntos: o tempo. Ahhh, relação complicada essa... É preciso respeitar as suas obras e aceitá-lo como ele é: calmo, lento, sem pressa. Aprendi que preciso buscar a mudança, que preciso sentar em outra cadeira, do outro lado da mesa. Então eu fui, passei para o outro lado da rua, mudei de caminho, andei por ruas nunca antes andadas. Fui com calma, aliás, estou indo com calma, observando por onde ando, para dessa vez não me perder. Agora, estou do outro lado, um novo lado, usando um novo método, com um novo jeito, cheia de novos prazeres, novos amores, nova vida. Estou me lembrando todos os dias que a vida é uma só, e que preciso de razões para ser livre, então estou buscando-as. E de tudo isso eu tirei a maior lição: Nada acaba, tudo muda, se transforma!


Tenham um ótimo dia. Estou de volta!

Beijinhos, fiquem com Deus!